“Tem dias que tudo o que eu queria era correr até ai e te abraçar. E no seu abraço eu me sentiria segura pra chorar tudo o que está guardado a tempos, tudo o que está errado. Sentir seu cheiro ir me acalmando e sua mão me fazendo carinho até eu sentir aquela leveza que vem depois de um desabafo silencioso. Você ainda é o meu porto seguro, e é no seu abraço que eu sinto falta de me acalmar e sentir tudo se encaixar aos poucos.”

Um porto seguro, uma válvula de escape.

Reblog6 days ago with 0 notes

“Ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternura e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria.”

Carlos Drummond de Andrade.   (via cantamor)

Reblog1 week ago with 3,436 notes

“A lua está cheia, algo que me faz pensar em você. Pois sei que não importa o que estou fazendo, e onde estou, esta lua será sempre do mesmo tamanho da sua… do outro lado do mundo. (…) Então, sinto como se estivesse presenciando um milagre, como, bem devagar, ela ergue o rosto para a lua. Eu a vejo sorver a imagem da lua cheia, inundada pelas memórias libertas, não desejando nada além de fazê-la saber que eu estou aqui. No entanto, fico onde estou e também olho para a lua. Por um breve instante, é como se estivéssemos juntos de novo.”

- A lua que você vê será sempre a mesma que a minha. Trecho do livro Querido John, Nicholas Sparks (2010)

Reblog1 week ago with 2 notes

“É difícil te esquecer quando ainda sinto falta da sua presença ao meu lado pra dormir e acordar. Difícil largar mão quando minha casa ainda é cheia de lembranças de nós dois, quando o meu quarto ainda esconde segredos só nossos. É ainda pior tentar te tirar da minha vida quando todas as minhas histórias pra contar envolvem você. É difícil seguir em frente quando tudo ainda me prende a você, mesmo eu tendo me desfeito das coisas que mais me faziam sentir você. Mesmo assim, mesmo tentando me afastar, te esquecer, mover a vida para a frente, é seu cheiro que ainda sinto me envolver, é sua imagem que encontro nos meus sonhos e são nossas lembranças que rondam meus pensamentos. E por mais que eu esconda, é pra você que eu ainda mando o vento levar um beijo de boa noite antes de ir dormir, mesmo que você não o sinta.”

Reblog1 week ago with 1 note

“Eu era um palerma. Ela era apaixonante. Eu era irremediavelmente sem graça. Ela era infinitamente fascinante. Então voltei para o meu quarto e desabei no beliche de baixo, pensando que, se as pessoas fossem chuva, eu seria garoa e ela, um furacão.”

Quem é você, Alasca? (via sehnsuchht)

Reblog1 week ago with 8,193 notes

“Resolvi aceitar algumas coisas da vida, sem dor. Ninguém vai ser como você sonha, não espere consideração nem que os outros façam o que você faria. Não espere que valorizem seu esforço. Não espere que lhe ofereçam a mão. Apenas viva. Aceite que é preciso deixar o orgulho de lado e dizer preciso-de-você-agora. É preciso entender que o outro é diferente e de vez em quando ele vai lhe magoar (e você precisa lidar com isso, senão vive só). Não espere compreensão. Não espere que a vida seja fácil. Nem sempre ela é. Não espere para viver, tem coisa que não volta.”

Clarissa Corrêa. (via auroriar)

Reblog1 week ago with 9,806 notes